quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Um brinde... à vossa!

Visto que:

A grande maioria dos professores não querem esta avaliação,
A grande maioria dos alunos não querem nenhuma avaliação,
A grande maioria dos pais estão a borrifar-se para a avaliação dos seus filhos e só querem que eles passem e não os chateiem,

proponho o seguinte:

Quando os alunos atingirem os 8 anos de idade, recebem logo o certificado e diploma do 12ºano.

Àqueles que apesar de não saberem nada, não batem nos professores, colegas, pessoal auxiliar, que não destroem nem partem nada, ao fazerem 10 anos, ganham automaticamente uma licenciatura em Medicina (para assim serem logo Doutores) e outra à sua escolha (estilo, engenharia aeronáutica, biologia, história, design, ou outra qualquer...).

Depois disso, e depois de todos serem Doutores, aqueles que realmente querem estudar, aprender, cultivar-se, podem ir à escola aprender, fazendo aquilo que se faz no resto da Europa (sim, eu sei que o resto da Europa não serve de exemplo, pois todos os países estão na cauda da Europa em tudo e nós é que somos os melhores...).

Assim, tínhamos um país feliz e contente! O ministério podia apresentar números fabulosos ao nível do ensino, todos seriam realmente doutores (neste ponto acho que já não era preciso por o DR. atrás do nome e trataríamos as pessoas somente pelo nome dado pelos pais... Seria engraçado, não seria? Estilo João, Pedro, Maria...), os professores seriam sempre avaliados com Excelente, os pais viveriam descansados, enfim... estaríamos muito próximo de uma sociedade perfeita.

Sim, estou a gozar. Ou talvez não! ;)

Um grande abraço/beijinho a todos/todas que passam por aqui!

Hasta!

5 comentários:

Thunderlady disse...

Epá, e que tal mandar isto para proposta na assembleia? Só há um "piqueno" stress. O que é que ficavam a fazer os miúdos depois dos 8 anos que já tivessem o 12º e os de 10 com o diploma?

Ahhhh, claro... iam fazer outra geração dos morangos com açucar, como é que não pensei nisso?
AHAH

Bj

Miss Candy disse...

Essa é a pergunta que todos fazem! ;) Sim, sou mesmo muito baixinha... fiquei-me pelo metro e meio e não cresci mais ;) Bjs!*

kel disse...

Claro q estás a gozar, a questão é que muito provavelmente o país, em geral, seria mais "feliz" assim... Mas, claro, mt mais ignorante - Facto q, obviamente, n importa nada!

A mim faz-me confusão a desresponsabilização dos pais na educação dos filhos, a culpabilização exclusiva, dos professores, o alarido que se faz a esta questão da avaliação dos profesores, quando a preocupação devia ser o facto de termos licenciados que nem sabem escrever português... Enfim... Se calhar o melhor mesmo é dar os diplomas logo à nascença, em função do peso e comprimento, histórico familiar, escolhe-se a licenciatura e já está!

Beijocas e boa semana ;)

alfabeta disse...

Uma vez, um inglês disse que em Portugal a familia drs era muito grande.

Pois , é que em Portugal, se chama drs por tudo e por nada, ou é simplesmente por ignorãncia!?

Um dr, é um doutoramento.
Um engenheiro é engenheiro e não doutor, um arquitecto é arquitecto e não doutor, um advogado é advogado e não doutor,por exemplo, a minha sogra é doutora , porque para dar aulas de enfermagem, teve que ir estudar mais três anos, para fazer um doutoramento, o meu sogro é advogado,mas não é doutor! Enfim....

JOTA ENE ® disse...

Esqueceste de dizer qual o nome da pinga... já ia :-)

Como foto... gostei, qto ao resto nem vale a pena comentar...

... ISTO ESTÁ A SAQUE!!!

Fika bem!